quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

UFMS ADIA DECISÃO DE CONTROLAR ACESSO EM CAMPUS


UFMS adia decisão de fechar campus em Campo Grande

A medida faz parte do projeto de segurança da UFMS


LUCIA MOREL 
 
foto
Foto: Paulo Ribas/Arquivo
Universidade, agora, diz que vai discutir com a comunidade a restrição no acesso ao local


A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) não tem previsão de quando o acesso ao campus em Campo Grande passará a ser restringido. A promessa da reitoria da universidade no começo do ano letivo de 2012 era de que até o mês de julho,início do segundo semestre letivo, pedestres teriam de passar por catracas antes de entrar no local e apenas veículos identificados poderiam acessar o campus.
A medida faz parte do projeto de segurança da UFMS, implantado após abril de 2011, quando uma universitária foi estuprada dentro da universidade, próximo à ponte que dá acesso ao bloco de laboratórios. No plano, estava previsto o monitoramento por câmeras, cercamento e restrição do acesso.
A assessoria da imprensa da universidade informou, ontem, que o cercamento já foi finalizado, as câmeras estão instaladas em diversos pontos, mas há previsão de compra de novos equipamentos. Apenas para o cercamento do campus, a Universidade Federal investiu R$ 361 mil com recursos do Ministério da Educação (MEC).
Já sobre a restrição no acesso ao campus da Capital, a informação foi de que a obrigatoriedade da restrição será discutida com a comunidade acadêmica, mas sem data para realizar tal consulta ou debate. Tudo indica, que esse debate ocorrerá apenas em 2014.
Mais recursos estão previstos para a UFMS para o próximo ano. Na edição de ontem do Diário Oficial da União (DOU), foram destinados à instituição mais R$ 1,05 milhão através do plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). O valor deve ser destinado a obras de infraestrutura na Capital e no interior.  

Nenhum comentário: