terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

COORDENADOR DO GIASES - SR. WAGNER GRANS DA USJT


O GIASES AGRADECE A TODOS QUE O FAZEM GRANDE !


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

LEI PROÍBE TROTES NO DISTRITO FEDERAL


LEI PROÍBE TROTES NO DISTRITO FEDERAL



O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), sancionou nesta sexta-feira (4) uma lei que proíbe os trotes violentos contra estudantes. Pela nova lei, serão consideradas “violentas” atitudes que afetarem a integridade física ou psicológica dos alunos, familiares, parentes, amigos e qualquer pessoa que estiver próxima à realização dos trotes, sejam eles feitos dentro das instituições de ensino ou fora delas. Agnelo ainda criou o "Dia contra o bullying no DF", que será celebrado no dia 7 de abril.


O texto sancionado pelo governador determina que os estabelecimentos de educação do DF passem a fixar cartazes ou faixas de fácil visualização informando aos alunos a proibição da violência, seja ela física ou psicológica, durante a realização dos trotes estudantis. As instituições deverão ainda prevenir e impedir a violência e punir os alunos que desrespeitarem as novas regras, que passarão a responder à Justiça.


O subsecretário de Direitos Humanos do DF, Todi Moreno, considera que a sanção da lei será positiva para os alunos.


“A violência traz consequências para as pessoas que sofrem com as brincadeiras, que na verdade são desrespeitosas. Já houve jornalistas agredidos, meninas sendo assediadas por rapazes bêbados, consumo de drogas ilícitas e a saída deveria ser o trote solidário. A forma como algumas destas festas têm sido feitas prejudica os participantes”, afirmou.

A nova lei prevê ainda que as instituições de ensino estimulem a realização do “Trote da Cidadania”, como a arrecadação de alimentos não perecíveis, doação de sangue, plantio de espécies vegetais, prestação de serviços sociais voluntários e frequência em atividades culturais, de esporte ou lazer. A adesão dos alunos será opcional, segundo o governo.



‘Não bullying comigo’


A Secretaria de Justiça estreou a peça teatral "Não bullying comigo” nesta sexta (4). A meta do governo é levar a apresentação do teatro, uma vez por semana, para as escolas públicas e particulares do DF. A encenação, de acordo com a pasta, ensina aos alunos como são feitas as práticas conhecidas como “bullying”.


A secretaria informou, por meio de nota, que o objetivo da peça é conscientizar os alunos e mostrar a eles que “agressões psicológicas e físicas podem causar traumas pela vida inteira”.

“Nos últimos anos as escolas de todo o país vem enfrentando um grande problema que afeta parte de seus alunos: o bullying. Crianças e adolescentes sofrem com discriminações, xingamentos e, em casos extremos, com violência física”, informou o texto.

UnB
O Conselho Universitário da Universidade de Brasília (Consuni) aprovou em março deste ano o texto-base da resolução que proíbe trotes que afetem a "integridade física ou psíquica" de membros da instituição. A aprovação ocorreu com 42 votos a favor, nenhum contra e seis abstenções.

O texto passou a impedir ações de tortura, tratamento cruel e degradante, situações de discriminação e constrangimento contra os calouros da UnB. Os alunos que desobedecerem a norma poderão sofrer punição que vai de advertência até expulsão.

De acordo com o relator da proposta, o professor da Faculdade de Comunicação David Renault, a resolução barra não apenas os trotes que usam violência, mas todos os tipos de recepção de calouros com ovos, farinha e tinta.

“Esta é uma situação que pode caracterizar dano físico, psíquico ou constrangimento. Há alunos que acham que esse trote [com ovos e farinha] não é degradante, mas muitos professores entendem que ele se enquadra nessa categoria e tem que ser proibido”, disse Renault.


TROTE ESTUDANTIL SERÁ PUNIDO EM MS


MPF recomenda providências contra 




trote estudantil em MS


Recomendação prevê punição disciplinar para os alunos envolvidos.
Medida tem o objetivo de evitar práticas violentas e humilhantes.

Do G1 MS

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul recomendou às instituições de ensino superior do estado que tomem providências contra o trote estudantil. A medida tem o objetivo de proteger os calouros, alunos que ingressam nas instituições, de práticas violentas, humilhantes e constrangedoras.

De acordo com o órgão, a recomendação prevê medidas de segurança e punição disciplinar para os alunos envolvidos em atividades de recepção violentas ocorridas tanto no interior das instituições, como fora delas. As aulas devem começar no mês de fevereiro na maioria das universidades e faculdades do estado.

Ainda segundo a recomendação, as universidades devem desenvolver, ao longo do ano, campanhas de orientação sobre o trote estudantil.  O Ministério Público informou que poderá ajuizar ações contra as universidades que não adotarem a recomendação


.

CALOUROS DEVEM DENUNCIAR PELO DISQUE - TROTE


Calouros devem denunciar abuso em 




disque-trote na região de São Carlos



Calouros da USP, Unesp e UFSCar podem fazer o registro pelo telefone.
Instituições incentivam recepção solidária aos novos universitários.

Do G1 São Carlos e Araraquara

Os calouros das universidades da região de São Carlos (SP) podem denunciar casos de abuso durante trotes universitários, comuns no período de matrículas e nos primeiros dias de aula. As instituições públicas da região incentivam a recepção de forma solidária.

Na Universidade de São Paulo (USP), cada unidade conta com um trote específico e oferece atividades para receber os calouros. Se durante as rincadeiras houver abusos ou a ação ultrapassar o limite, os estudantes podem denunciar no disque-trote ou na Prefeitura do Campus; em São Carlos o telefone é             (16) 3373-9100      . No trote solidário, os estudantes arrecadam alimentos e entregam para entidades filantrópicas.
Na Universidade Estadual Paulista (Unesp) o trote é proibido. As unidades organizam atividades e incentivam ações recreativas e comunitárias para envolver os estudantes, como doação de sangue e de alimentos. As denúncias devem ser feitas na vice-diretoria ou pelo disque-trote. Os telefones estão disponíveis no site da Unesp.
Calouros da UFSCar podem denunciar abuso contra trotes pela internet (Foto: Reprodução/ Site UFSCar)Calouros podem denunciar abuso contra trotes
pela internet (Foto: Reprodução/ Site UFSCar)
Já na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a Semana Calourada acontece de 18 a 20 de março, mas a programação ainda não foi definida. A universidade costuma promover um trote solidário com arrecadação de alimentos e gincanas.
Entretanto, quem precisar relatar qualquer situação violenta ou humilhante de trotes, pode entrar em contato com a ouvidoria da UFSCar pela internet, pelo e-mail ouvidoria@ufscar.br ou ainda pelo telefone             (16) 3306 6571      .
FONTE G1

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

EDUCAÇÃO É A PRIORIDADE PARA O GIASES


SECRETARIA DE SEGURANÇA DO RIO FIRMA CONVÊNIO COM FACULDADES


SEGURANÇA FIRMA CONVÊNIO COM TRÊS FACULDADES PARTICULARES PARA OFERECER DESCONTOS A POLICIAIS

 07/01/2013 - 12:02h - Atualizado em 07/01/2013 - 12:02h 
O desconto mínimo oferecido aos policiais será de 30%. Ofertas têm cursos de graduação e pós-graduação.

A Secretaria de Estado de Segurança, por meio da Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção, fechou convênio com três universidades particulares que oferecerão descontos para policiais ativos civis e militares ativos e servidores da Secretaria de Segurança em cursos de graduação e pós-graduação.

Até o momento, as instituições credenciadas são a Faculdade de Filosofia, Ciências Sociais e Letras de Macaé; Associação Jacarepaguá de Ensino Superior e Universidade Santa Úrsula. Ao todo, são 19 opções de curso de graduação e pós-graduação. A lista completa das instituições de ensino cadastradas, com os respectivos cursos e descontos, está disponível no site.

O profissional de segurança pública que queira usufruir desse benefício precisará participar normalmente do processo seletivo previsto pela instituição. Uma vez aprovado, basta comprovar o vínculo com a PMERJ, PCERJ ou SESEG para ter direito ao desconto na mensalidade.

A iniciativa foi fruto de um edital de chamada pública lançado em outubro de 2012. O edital ainda está aberto e, por isso, outras instituições de ensino também podem se credenciar. As condições são que as elas estejam habilitadas, nos termos da legislação vigente, a oferecer cursos de graduação e pós-graduação (lato ou strictu sensu), e ofereçam o desconto mínimo de 30%. Mais informações podem ser obtidas na Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção, através do e-mail valorizacao.ssepp@gmail.com ou telefone 2219-9443.
 
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé

Curso
Desconto
Graduação
Pedagogia (Licenciatura)
30%
Letras Português/ Literatura (Licenciatura)
30%
Letras Português/ Inglês (Licenciatura)
30%
História (Licenciatura)
30%
Matemática (Licenciatura)
30%
Pós Graduação
Psicopedagogia
30%
Língua Portuguesa Contemporânea
30%
Educação Infantil
30%

Associação Jacarepaguá de Ensino Superior

Curso
Desconto
Graduação
Administração de Empresas (Bacharelado)
40%
Ciências Contábeis (Bacharelado)
50%
Sistema de Informação (Bacharelado)
50%
Análise e processamento de dados (Tecnólogo)
50%
Turismo (Bacharelado)
50%

Universidade Santa Úrsula
(http://www.usu.br)

Curso
Desconto
Graduação
Arquitetura
30%
Biblioteconomia
30%
Letras
30%
Matemática
30%
Pedagogia
30%
Psicologia
30%